Pés de Barro: STF determina sequestro de bens de Wilson Santiago e Bosco Fernandes

Pés de Barro: STF determina sequestro de bens de Wilson Santiago e Bosco Fernandes

O Superior Tribunal Federal (STF), em decisão do ministro Celso de Melo que determinou o sequestro dos bens do deputado federal Wilson Santiago (PTB-PB) e do prefeito de Uiraúna, João Bosco Fernandes (PSDB e atinge também as esposas e filhos dos dois, incluindo o deputado estadual Wilson Santiago Filho (PTB). Os dois são alvos da Operação Pés de Barro, que apura pagamento de propina nas obras da adutora no município de Uiraúna.

Conforme pedido da PF, relatórios revelam conversas de um aplicativo de mensagem extraídas por um laudo pericial cujos textos corroboram os indícios de que os recursos financeiros obtidos pelo prefeito no esquema investigado estavam sendo lavados por meio da aquisição de animais e imóveis na zona rural de Uiraúna, em nome de terceiros.

Em outro trecho, com base em análise de áudio, uma pessoa relata indícios de possível ocultação de patrimônio de Wilson Santiago em nome dos filhos, e que o deputado federal utilizaria o dinheiro da propina para pagar uma dívida contraída com um agiota da região de Uiraúna para saldar despesas de campanhas políticas.

Em nota, Santiago afirma que "o delator busca a todo momento, construir relações que possam nos implicar de forma pessoal e criminalizar o trabalho parlamentar. [...] Temos certeza que esse tipo ação criminosa será coibida.

Não podemos aceitar que a ação política fique refém dessas práticas. Dessa forma, tomaremos as medidas cabíveis para que a verdade venha à tona, com o esclarecimento das questões objeto da investigação e nossos direitos sejam restabelecidos".

A defesa de João Bosco disse que está se inteirando dos fatos apontados pela polícia federal para se pronunciar.

 

 

Comentários

Outras Notícias