João defende investigações sobre a compra dos respiradores, mas pede que não haja espetaculização neste momento de pandemia

João defende investigações sobre a compra dos respiradores, mas pede que não haja espetaculização neste momento de pandemia

O governador João Azevêdo (Cidadania) comentou nesta quarta-feira (10), durante entrevista à CNN Brasil, a operação da Polícia Federal, na qual realizou buscas e apreensões na casa do governador do Pará, Helder Barbalho, para apurar suposta fraude na compra de respiradores durante a pandemia. João afirmou que faltou coordenação do Governo Federal no tocante à compra dos equipamentos junto aos Estados. Ele defendeu apuração das investigações, mas disse que espera que não haja conotação política e espetacularização das operações.

“Se houve qualquer irregularidade tem que ser apurado, o que esperamos é que seja feito dentro do rigor da lei sem conotação política. Se houve desvio de quem quer que seja o agente político, que seja punido, entretanto, não se pode fazer espetacularização nesse momento de pandemia”, disse o governador ao explicar que em situação de calamidade as compras públicas são feita ade forma diferente e não obedecem o processo natural.

Comentários

Outras Notícias