Governador João Azevêdo anuncia medidas contra o Covid-19

Governador João Azevêdo anuncia medidas contra o Covid-19

Na manhã desta terça-feira (17), o governador João Azevêdo, apresentou decreto de recomendações de prevenção ao Covid-19. Entre as medidas, idosos receberão vacina contra a gripe em casa, a partir do próximo dia 23, e os servidores cumprirão expediente em dias alternador.

"Não queremos medidas extremas mas buscaremos cumprir a nossa obrigação", afirmou o governador, lembrando que já foram confirmados casos em estados circunvizinhos a Paraíba, como rio Grande do Norte, Pernambuco e Bahia.

De acordo com o decreto, pessoas com tosse, febre e indisposição devem permanecer em casa pelo prazo de 14 dias. Em caso de falta de ar, o paciente deve procurar atendimento nas unidades de saúde do estado.

 

Dentre as medidas anunciadas está a antecipação das férias escolares do meio de ano. A partir da próxima quinta-feira (19), as escolas da rede estadual de ensino vão ficar sem funcionar até 18 de abril de 2020.

Também foram adotadas as seguintes medidas:

Recomendar a redução das visitas hospitalares, além da restrição para pessoas que apresentem quadro problemático de gripe;

Fica suspenso o atendimento externo nas repartições públicos, devendo se dar preferência ao atendimento virtual;

Os servidores com mais de 60 anos vão trabalhar de casa, exceto quem presta serviço para Saúde e Segurança;

Servidores poderão cumprir os trabalhos em dia alternado, devendo ficar no horário do trabalho em casa e podendo ser convocado;

Suspenso o atendimento da Central de Perícia Médica;

Suspensas inaugurações e ordens de serviço por parte do Governo do Estado;

Suspensão das férias da saúde por dois meses, exceto em casos excepcionais;

Recomendar a suspensão de eventos de massa por 90 dias;

Abrigos não deverão permitir visita de idosos;

Recomendação a quarentena as pessoas que viajaram para destinos nacionais como São Paulo, Bahia, Pernambuco, Rio de Janeiro e Brasília.

Novas medidas poderão ser adotadas.

A Saúde investiga 48 casos suspeitos, mas na Paraíba não há nenhum caso confirmado até o momento.

Comentários

Outras Notícias