Documentos mostram assinatura de Edilma Freire em contratos milionários com empresa investigada pelo Gaeco no âmbito da Calvário

 Documentos mostram assinatura de Edilma Freire em contratos milionários com empresa investigada pelo Gaeco no âmbito da Calvário

A candidata a prefeita em João Pessoa, Edilma Freire (PV) assinou documentos com a Brink Mobil Equipamentos Educacionais LTDA, empresa investigada na Operação Calvário, realizada pela Polícia Federal em parceria com o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado do Ministério Público na Paraíba (Gaeco).

De acordo com documentos, durante sua gestão à frente da Secretaria de Educação e Cultura da Prefeitura de João Pessoa, Edilma teria assinado, desde o ano de 2015 até o ano passado, diversos contratos com a empresa alvo de investigação do Ministério Público, que somam cerca de R$ 22.974.900,65. Os acordos, conforme a relação, listam os pedidos para aquisição de kits escolares e mochilas para atender às demandas na rede municipal de ensino.

No extrato de contrato de número 090149, firmado em 2015 junto à empresa Brink Mobil, a secretária de Educação do município especificou que a aquisição seria de kits escolares, no montante de R$ 3.022.392,94, que seriam destinados às unidades educacionais do município.

Em 2016, a Educação municipal, no contrato de número 09096/2016, solicitou à empresa a compra de materiais escolares, no valor total de R$ 1.805.690,32, com verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

A secretária também assinou contratos em 2017, para aquisição de brinquedos infantis “para atender as necessidades de aprimoramento da guarda dos bens de consumo e permanente da Secretaria de Educação e Cultura do Município de João Pessoa.” O valor do contrato foi de R$ 17.102,01. No mesmo ano, foram feitas mais duas aquisições: uma de 1.218.567,10, referente a compra de materiais escolares e a outra, também para aquisição de brinquedos, no montante de R$ 332.597,64, o que contabiliza R$ 1.568.266,75.

 

 

No ano de 2018, a Secretaria de Educação de João Pessoa assinou dois contratos com a Brink Mobil, uma no valor de R$ 3.502.409,22, com lista especificando a compra também de material escolar, já a outra, no total de R$ 3.502.409,22, foi feita para aquisição de kit escolar e mochilas.

Conforme a relação, no ano passado Edilma Freire assinou mais três contratos com a empresa alvo da Calvário, uma no valor de R$ 3.989.067,85, “com o objetivo da aquisição de kit escolar para atender às demandas da rede municipal de ensino”, como consta no Sistema de Tramitação de Processos e Documentos (Tramita), do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), outra com total de R$ 1.595.596,50 e mais uma, no montante de 3.989.067,85, também para compra de kit escolar.

Fonte: Com informações do PB AGORA

Comentários

Outras Notícias