Bancada do Nordeste na Câmara Federal pode romper com o governo Bolsonaro, caso se comprove descriminação no Bolsa Família

Bancada do Nordeste na Câmara Federal pode romper com o governo Bolsonaro, caso se comprove descriminação no Bolsa Família
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) pretende convocar o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, para prestar esclarecimentos ao Senado Federal sobre possível discriminação na concessão do benefício do Bolsa Família. Para Tasso, essa é "uma das extravagâncias mais perversas que eu já vi de um governo".

Se comprovada a segregação, isso pode significar o rompimento do Nordeste com o governo federal, diz o senador em vídeo publicado nas redes sociais.

 O Estado de S. Paulo divulgou na quarta-feira (4) que o governo federal priorizou as regiões Sul e Sudeste na concessão de novos benefícios do Bolsa Família em detrimento da região Nordeste, que teria recebido apenas 3% das concessões.

O senador tucano pretende apresentar o documento em urgência na próxima terça (10) no âmbito da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) para que o ministro seja ouvido ainda na próxima semana

Fonte: Redação com Congresso em Foco

Comentários

Outras Notícias