A carta de Livânia e a liberdade de Ricardo: Em nota, ex-secretária nega pressão para delatar esquema denunciando pela Operação Calvário

A carta de Livânia e a liberdade de Ricardo: Em nota, ex-secretária nega pressão para delatar esquema denunciando pela Operação Calvário

 

Após decisão da Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça na tarde de ontem (17) de manter em liberdade o ex-governador Ricardo Coutinho, impondo medidas cautelares, a ex-secretária Livânia Farias que teve sua delação citada e usada como argumento para manter o ex-gestor livre, se manifestou por meio de nota reiterando que não foi em momento algum pressionada para delatar.

Ponto chave na Operação que levou à prisão de mais de 20 autoridades e empresários acusados de envolvimento em contratos fraudulentos com o Governo do Estado, Livânia teria feito planos suicidas, inclusive planejando o próprio funeral. Na nota, ela deixa claro que a carta mencionada havia sido escrita antes da prisão e no avanço das investigações da Operação Calvário.

O governo socialista desde a prefeitura de João Pessoa a gestão de Ricardo Coutinho é apontada pela Operação por ter desviado mais de R$ 134,2 milhões dos cofres públicos.

Comentários

Outras Notícias